“Mais do que exposição, uma festa”

Na solenidade de abertura do I FestOrquídeas de Fortaleza, o Presidente da Associação Cearense de Orquidófilos (ACEO), jornalista Italo Gurgel, fez o seguinte pronunciamento:

O I FestOrquídeas de Fortaleza se apresenta como uma celebração de amor à natureza. Mais do que uma exposição, é uma festa. Uma festa onde a atração principal são as orquídeas, mas onde também os amigos se reúnem, onde associações orquidófilas de vários estados marcam encontro, onde colegas mais experientes partilham conhecimentos com os demais, onde se coloca em destaque a necessidade de preservação dos ambientes naturais que ainda guardam algumas das 3.500 espécies de orquidáceas brasileiras.

[CONTINUE LENDO…]

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestEmail this to someone
Compartilhe nas redes sociais

SOS Uruburetama

Na solenidade de abertura do I FestOrquídeas, dia 16, a Superintendência Estadual do Meio Ambiente (SEMACE) lançou um vídeo que representa importante alerta para a questão do desmatamento na serra de Uruburetama, santuário da Cattleya labiata e de várias outras espécies de orquidáceas no Ceará. Numa série de depoimentos, pessoas ligadas ao mundo orquidófilo cearense falam da importância da labiata e revelam sua preocupação ante a degradação do ambiente natural naquela região serrana. Também são ouvidos mateiros que atuam no local.

O vídeo, produzido pela Eclipse Filmes, recebeu apoio do Governo do Estado do Ceará, através da SEMACE e do Conselho do Meio Ambiente, tendo a Associação Cearense de Orquidófilos colaborado em sua realização. A preservação do que resta da mata nativa em Uruburetama é uma demanda dos orquidófilos cearenses e de todos aqueles que amam a natureza.

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestEmail this to someone
Compartilhe nas redes sociais

A noiva e o buquê de orquídeas

Buquê de orquídeas

Marina é a noiva. No buquê de orquídeas, labiatas, uma e outra Phalaenopsis e, prolongando o arranjo, algumas hastes de Dendrobium. No dia do casamento, o pai, orquidófilo, não tinha flores em quantidade suficiente para dar formato ao buquê, elaborado por Júnior Fernandes. Assim, foi salvo por uma colega da ACEO, que disponibilizou plantas floridas em quantidade necessária. Na hora da cerimônia religiosa, ele atravessou toda a nave da igreja, com o buquê nas mãos, para entregá-lo à filha. De braços dados, unidos pelas orquídeas, os dois caminharam até o altar.

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestEmail this to someone
Compartilhe nas redes sociais

Orquidófilos comemoram

Com uma animada reunião nesse sábado, dia 20, na casa do companheiro Italo Gurgel, antigos e novos membros da ACEO comemoraram os 30 anos da associação. A “surpresa” reservada para a festa foi a apresentação do site da entidade, um trabalho do jornalista e webdesigner Marco Antonio de Alencar, a quem o presidente Italo transmitiu efusivos agradecimentos – seja como amigo pessoal, seja institucionalmente.

O momento da confraternização foi aproveitado, de início, para informes sobre o I FestOrquídeas, a se realizar em novembro, no Centro Dragão do Mar. Depois, houve a entrega de crachás aos novos associados (Emanuel Pires, Carlos Germano, Lísia Reis, Marco Aurélio, Emília Canário, Júlio César, Luíz Farias, Adelânia, Mário Sawatani, Terezinha Bessa, Vanessa Medeiros e Vera Falcão) repetindo-se uma formalidade que é sempre cumprida com muita satisfação pela Diretoria. Em seguida, cantou-se o “Parabéns prá ACEO”, ritual que teve direito a bolo e velinhas – estas, apagadas por dois companheiros da “velha guarda”: Lima Verde e Elmar Farias.

Apresentado o orquidofilos.com, deu-se início aos sorteios e bingos de plantas e outras prendas. A primeira delas, uma bela toalha artesanal, saiu para a jornalista Alicianne Gonçalves, do telejornal UFC TV.

Durante toda a festa, adornada pela presença dos vasos floridos trazidos pelos associados, funcionou um movimentado bazar, que arrecadou fundos para a exposição do próximo mês, comercializando peças artesanais doadas (ou produzidas) por membros da ACEO além de alguns insumos muito úteis para os orquidófilos, inclusive vasos de barro doados pelo Heitor. Outra “atividade” que transcorreu com enorme sucesso foi a dos comes-e-bebes, programa, aliás, muito apropriado para uma tarde de sábado.

Uma visita recebida com carinho foi a de Dona Carmen, proprietária da Pousada El Brujo, na paradisíaca Monte Verde (serra da Mantiqueira, Minas Gerais), que exibiu orgulhosa as fotos de suas orquídeas.

Italo Gurgel e Tereza Neuma se confessaram muito felizes em abrir as portas de seu apartamento para os companheiros orquidófilos.

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestEmail this to someone
Compartilhe nas redes sociais

ACEO sobe a serra

Orquídeas no Villa Lautrec
Orquídeas no Villa Lautrec

Foi um sucesso a excursão dos associados à serra de Baturité, no último final de semana de julho. Na despedida das férias, os membros da ACEO levaram seus vasos floridos a Guaramiranga, onde, no cenário paradisíaco do Villa Lautrec, organizaram uma pequena porém representativa exposição.

César Montenegro, proprietário do restaurante, ofereceu recepção principesca aos orquidófilos, que, em troca, enfeitaram a varanda do Lautrec com algumas dezenas de Cattleya, Dendrobium, Miltonia, outras espécies e vários híbridos. Durante o sábado e o domingo – dias 28 e 29 – os freqüentadores daquela casa, onde se servem maravilhosos pratos franceses e excelentes vinhos, confraternizaram com as flores levadas à serra pelos excursionistas.

Após a abertura da exposição e almoço no Lautrec, o grupo dirigiu-se à Estação Ecológica da UECE, em Pacoti, para ouvir uma palestra do Prof. José Júlio da Ponte sobre defensivos naturais. O mestre, fitopatologista de renome internacional, acaba de receber a Comenda do Mérito Científico, a maior distinção oferecida pelo Governo brasileiro aos produtores de ciência em nosso país. Falando, em especial, do uso da manipueira como defensivo e fertilizante, ele conquistou a platéia com seus conhecimentos e, também, com a maneira informal e descontraída como os transmite.

Na manhã do domingo, encerrando o programa, aconteceu a inauguração do orquidário de Italo Gurgel, em Pacoti. “O orquidário é onde assistimos ao espetáculo do enraizamento da planta e de seu crescimento. É onde presenciamos o milagre da flor. É um local que nos aproxima da natureza e, sendo assim, nos aproxima de Deus. Diante disso, o que estamos inaugurando não é apenas um orquidário, mas um templo.” Após essas palavras do Italo, sua esposa, Tereza Neuma, descerrou a placa do “Orquidário Aldenora Gurgel” (nome que homenageia a mãe do companheiro anfitrião). Seguiu-se o sorteio e bingo de várias plantas, enquanto eram servidos canapés, vinho, cerveja… E uma boa cachaça cearense, que ninguém é de ferro.

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestEmail this to someone
Compartilhe nas redes sociais

Roberto Takane traz novas idéias

Roberto Jun Takane
Roberto Takane ministra curso de cultivo de orquídeas

Com 50 pessoas inscritas, realizou-se no último dia 28 de junho, no Cetrede (Centro de Treinamento e Desenvolvimento), em Fortaleza, o curso “Modernas técnicas no cultivo de orquídeas”, ministrado pelo Prof. Roberto Jun Takane, da Universidade Estadual do Pará, Faculdade Cantareira e Associação Água Viva Brasil. A iniciativa do curso foi das mais oportunas e o próprio sucesso de público traduziu o crescimento do interesse pelo cultivo de orquídeas no Ceará. Sua realização inseriu-se também entre os principais objetivos da ACEO, que é a promoção da orquidofilia e da orquidologia em nosso Estado.

O Prof. Takane, doutor em Agronomia pela Unesp, apresentou idéias novas – por vezes polêmicas – e alertou para algumas práticas danosas, que podem comprometer o sucesso de um orquidário doméstico ou comercial. Discorreu sobre diversos tipos de substatos, agregando informações sobre porosidade, qualidade química, pH, condutividade elétrica e outras características. Também falou sobre a necessidade de esterilização desse material e apresentou, em rápidas palavras, o bokashi, adubo biológico que utiliza, com grande sucesso, em seu orquidário.

No final, autografou o livro Cultivo de Orquídeas (LK Editora), assim como CDs dedicados ao mesmo tema, ao cultivo de bromélias e flores tropicais e ao bokashi. A ACEO examina a possibilidade de, até o final do ano, convidar o Prof. Takane para oferecer um novo curso em Fortaleza, enfocando questões que não puderam ser aprofundadas no último dia 28.

A Presidência da ACEO, em nome de todos os associados, externou agradecimento ao Diretor do Cetrede, Prof. Francisco de Assis Melo, que não apenas cedeu espaço e equipamentos para viabilizar o curso, mas ainda ofereceu aos participantes um simpático coffee-break.

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestEmail this to someone
Compartilhe nas redes sociais

Plantas selecionadas vão a sorteio

A ACEO adquiriu um grupo de plantas que já estão sendo sorteadas entre os associados. Para habilitar-se a “faturar” uma delas, basta estar em dia com a tesouraria da entidade e comparecer às reuniões. A mensalidade – lembramos – é de apenas R$ 10,00.

As plantas, adquiridas em Rio Claro, incluem exemplares de:

  • Cattleya trianae
  • Cattleya Pão de Açúcar
  • Cattleya mossiae
  • Brassia arachnoides
  • Brassia caudata
  • Maxil-laria sp.
  • Encyclia sp.
  • Oncidium flexuosum
  • Vanda
  • Dendrobium phalaenopsis
Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestEmail this to someone
Compartilhe nas redes sociais