Cartaz - Belo Horizonte 2015Cartaz - Belo Horizonte 2015Cartaz - Belo Horizonte 2014A Sociedade Orquidófila de Belo Horizonte (SOBH) e a Associação da Cattleya Walkeriana (ACW) realizam no Minas Centro, em Belo Horizonte, a 66ª Exposição Oficial de Orquídeas e a 21ª Exposição Nacional da Cattleya Walkeriana. Os dois eventos paralelos acontecem no Minas Centro (acesso pela Av. Augusto de Lima, nº 785), nos dias 24, 25 e 26 de abril. Entidades orquidófilas e expositores individuais de outras cidades que apresentem 20 plantas ou mais terão direito a hospedagem (duas diárias completas) em hotel indicado pela SOBH.

É a seguinte a agenda das exposições:Cartaz - Belo Horizonte 2015

  • Recebimento das plantas e montagem de arranjos: de 10:00h às 22:00h do dia 23 e de 08:00h às 11:00h do dia 24.
  • Abertura da exposição: dia 24, às 20:00h.
  • Visitação: dia 24 de abril, de 20:00h às 22:00h; dia 25, de 08:00h às 22:00h; dia 26, de 08:00h às 18:00h.
  • Encerramento e restituição de plantas: dia 26 de abril, de 18:00h às 21:00h.

O setor de vendas estará aberto ao público a partir das 08:00h do dia 24.

Cartaz - São Carlos 2015Em São Carlos, no centro geográfico do Estado de São Paulo, realiza-se, a partir de sexta-feira, dia 24, a 53° Exposição Nacional de Orquídeas daquela cidade. O local é o Centro de Convenções do Hotel Nacional Inn, na Av. Getúlio Vargas, 2330.

Regida pela normas da CAOB, esta é uma das maiores e mais tradicionais mostras orquidófilas do País. Os organizadores esperam receber cerca de 60 cidades parceiras no evento deste ano, com uma expectativa de cerca de 2.000 vasos floridos. O horário de visitação é  o seguinte:

  • Sexta-feira (24/04) – das 19:30h às 22:00h
  • Sábado (25/04) – das 9:00h às 22:00h
  • Domingo (26/04) – das 9:00 às 17:00h

Está prevista a presença de oito orquidários comerciais, comercializando plantas e insumos: Astrea, Recando, Vismara, Colibri, Bom Jesus, Orquiflora, Juliato e Orquidário da Serra.

{ 0 comments }

Mesa de belas orquídeas - espécies e híbridos - enfeitou o ambiente da Assembleia.

Mesa de belas orquídeas enfeitou o ambiente da Assembleia.

Nova diretoria inclui associados recentemente atraídos pela ACEO.

Nova diretoria inclui associados recentemente atraídos pela ACEO.

A Associação Cearense de Orquidófilos tem novo presidente. O engenheiro Thomaz Antonio Sidrim Crvalho foi eleito, neste sábado, dia 18, para liderar a ACEO no biênio administrativo 2015/2017. Ele sucede a Vera Lúcia Matos Coelho, que presidiu a Associação em duas gestões consecutivas.

A Assembleia Geral convocada para a escolha de nova Diretoria aconteceu em ambiente tranquilo e clima participativo, sendo seguida pela festiva distribuição de orquídeas, através de sorteio, entre os associados presentes.

Na abertura dos trabalhos, Raymunda Guimarães Pereira foi escolhida para presidir a Assembleia, tendo Antonio Walberto como secretário. Vera Coelho apresentou prestação de contas das realizações da entidade no período de 2013 a 2015 e agradeceu a colaboração de seus companheiros para a concretização de todas aquelas atividades. (Veja a prestação de contas em matéria postada neste site.)

Thomaz apresenta as metas para o próximo biênio.

Thomaz apresenta metas para o próximo biênio.

Aberto espaço para a apresentação de candidaturas, Thomaz Sidrim propôs a chapa “Orquidofilia em Primeiro Lugar”, assim como uma série de propostas para a gestão que se estenderá até abril de 2017. Dentre outras ações, estavam elencadas:

  • Palestras interativas;
  • Convidar pesquisadores e cientistas para apresentar palestras;
  • Realizar dois seminários anuais sobre temas ligados à orquidofilia e orquidologia;
  • Convidar os escoteiros (que se reúnem na Casa de José de Alencar, ponto de encontro da ACEO) para participar das palestras e oficinas;
  • Divulgar ações de conscientização sobre a preservação do meio ambiente;
  • Elaborar vídeos institucionais sobre o cultivo de orquídeas, para distribuição nas escolas públicas e privadas, com elementos de conscientização para a preservação de nossas matas;
  • Apoiar a criação de um orquidário na Casa de José de Alencar;
  • Realizar as visitas a orquidários públicos;
  • Manter e fortalecer o FestOrquídeas.

Definida como chapa única, a composição liderada por Thomaz Sidrim foi eleita por aclamação. Após anunciado o resultado, Vera Coelho transmitiu a presidência a seu sucessor.

Novos presidente e vice-presidente: Thomaz e Juliana.

Novos presidente e vice-presidente: Thomaz e Juliana.

É o seguinte a composição da nova diretoria da ACEO:

  • Presidente – Thomaz Antonio Sidrim Carvalho
  • Vice-Presidente – Juliana Coelho Carvalho
  • 1ª Secretária – Tânia Moises
  • 2ª Secretária – Mônica Nepomuceno Silveira
  • 1ª Tesoureira – Vera Lúcia Matos Coelho
  • 2ª Tesoureira – Elza Ferreira da Silva
  • Diretor de Eventos – Rogério Sella
  • Diretor de Comunicação – Italo Gurgel
  • Diretor Técnico e Científico – Francisco Marcelo Carvalho
  • Diretor de Patrimônio – Aderaldo Gomes de Almeida

CONSELHO FISCAL  E DELIBERATIVO

  • Luiz Wilson Lima Verde
  • Francisco Edmilson Costa
  • Francisco Juvêncio de Andrade Net

{ 0 comments }

Vera Coelho transmite a presidência a Thomaz Sidrim

Vera Coelho transmite a presidência a Thomaz Sidrim

Ao encerrar seu segundo mandato como presidente da Associação Cearense de Orquidófilos, Vera Coelho apresentou na Assembleia Geral deste sábado, dia 18, um detalhado balanço das realizações da ACEO nos últimos dois anos. A prestação de contas inclui os eventos organizados pela entidade e suas participações em outras promoções, os encontros informais, palestras, oficinas e outras atividades. Segue-se a íntegra do documento, que foi encaminhado pela ACEO, a seus associados, através de e-mail:

EVENTOS

  • EXPOBAZAR – Casa de José de Alencar – 11 e 12/05/2013
  • VISITA À BIOCLONE – Eusébio – 04/06/2013
  • ACEO NA SEMANA DO MEIO AMBIENTE – UNIFOR – 05 a 07/07/2013
  • VISITA À OLARIA DO HEITOR – BR-116 – 26/10/2013
  • ACEO NO 20º FRUTAL – Centro de Eventos de Fortaleza – 09 a 12/09/2013
  • 7º FESTORQUÍDEAS DE FORTALEZA – Casa de José de Alencar – 22 a 24/11/13
  • SEMINÁRIO DE ORQUIDOFILIA E ORQUIDOLOGIA – Casa de José de Alencar – 23/11/13
  • MOSTRA DAS MÃES – Engenhoca Parque Educativo – Aquiraz – 10/05/2014
  • 8º FESTORQUÍDEAS DE FORTALEZA – Casa de José de Alencar – 28 a 30/11/2014

PARTICIPAÇÕES

  • II BIENAL DE ORQUÍDEAS DO NORDESTE – João Pessoa – 19 a 22/09/2013
  • ACEO EM PORTUGAL – Palestra do Prof. Italo Gurgel, Diretor de Comunicação da ACEO, na Associação Portuguesa de Orquidofilia (APO) – 22/03/2014
  • 21º ExpoSORN – Natal – RN, Vera Coelho, Presidente da ACEO atuou como membro da Comissão Julgadora – 07 a 09/11/2014.

ENCONTROS INFORMAIS

  • Sítio São Sebastião/Orquidário da Ilha Manora, do associado Italo Gurgel – Eusébio – 14/06/2014

REALIZAÇÕES DIVERSAS

  • Reforma estatutária
  • Adoção do Regimento Interno
  • Criação do troféu Prêmio Waldir Lima Leite

PALESTRAS

  • “Princípios Básicos para o Cultivo de CattleyasBrasileiras” – José Alexandre Maluf (São Paulo-SP) – 23/11/2013
  • “Conservação de Orquídeas: Cattleya granulosa e Cattleya labiata” – Lou Menezes (Brasília – DF) – 23/11/2013
  • “Ciências no Cultivo de Orquídeas” – Marcus Vinicius Locatelli – (Viçosa-MG), 23/11/2013
  • “Orquídeas nos Trópicos” – Delfina de Araújo -  (Rio de Janeiro – RJ), 29/11/2014
  • “Fotografando Orquídeas – dicas básicas para corrigir erros mais comuns” – Sérgio Araújo (Rio de Janeiro – RJ) – 29/11/2014
  • “Novas Orquídeas do Ceará” – Francisco Marcelo de Carvalho, (Fortaleza – CE) – 21/06/2014.

OFICINAS

  • IKEBANA – Roseane Rocha – 22/11/2013
  • CULTIVO DE ORQUÍDEAS – Elza Ferreira – 22/11/2013
  • CULTIVO DE ORQUÍDEAS – Juliana Coelho – 23/11/2013
  • MINI JARDINS – Júlio César – 23/11/2013
  • CULTIVO DE ORQUÍDEAS – Michelle Canário – 23/11/2013
  • CULTIVO DE ORQUÍDEAS – Yan Ferreira – 23/11/2013
  • CULTIVO DE ORQUÍDEAS – Gerson Paiva – 24/11/2013
  • BONSAI – Oriel Carvalho – 24/11/2013
  • CULTIVO DE ORQUÍDEAS – Italo Gurgel – 24/11/2013
  • ADENIUM, A ROSA DO DESERTO – Vera Coelho – 24/11/2013
  • CONFECÇÃO E SUPORTE PARA VASOS – Rogério Sella – 24/11/2013
  • CULTIVO D ORQUÍDEAS – Juliana Coelho – 29/11/2014
  • MINI JARDINS – Fátima Oliveira – 29/11/2014
  • CULTIVO DE ORQUÍDEAS – Elza Ferreira – 29/11/2014
  • CULTIVO DE ORQUÍDEAS – Gerson Paiva – 30/11/2014
  • CULTIVO DE CACTOS E SUCULENTAS – Júlio César – 30/11/2014
  • CULTIVO DE ORQUÍDEAS – Italo Gurgel – 30/11/2014
  • CULTIVO DE ADENIUM – Vera Coelho – 30/11/2014
  • CULTIVO DE ORQUÍDEAS – Michelle Canário – 30/11/2014

ENTREVISTAS AO “BOLETIM ACEO”

  • LUIZ FILIPE VARELA: entre os livros e as orquídeas – Boletim ACEO nº 39, 40 e 41, de 18/05/12, 20/07/2012 e 19/10/2013
  • WALDIR LIMA LEITE fala de sua paixão pela Cattleya labiata – Boletim ACEO nº 43, 15/02/14
  • LUIZ WILSON LIMA LEITE – Onde estão as orquídeas cearenses – Boletim ACEO nº 44 e 45, de 17/05 e 20/09/2014
  • ROBERTO GUERRA: Uma vida dedicada ao estudo e à defesa das orquídeas – Boletim ACEO nº 46, de 18/10/2014
  • GRAZIELA MEISTER fala do Cultivo de Orquídeas em Portugal – Boletim ACEO nº 47, de 20/12/2014

PARCERIAS

  • Universidade Federal do Ceará – UFC/Casa de José de Alencar
  • Universidade Estadual do Ceará – UECE/Campus de Pacoti
  • Oquidário Santa Bárbara

AÇÕES BENEFICENTES EN FAVOR DE ENTIDADES FILANTRÓPICAS

  • Instituto Cristo Rei e Abrigo Tia Júlia – 7º FestOrquídeasde Fortaleza
  • ASSOCRIO – 8º FestOrquídeas de Fortaleza

04 COMPRAS COLETIVAS NO ORQUIDÁRIO SANTA BÁRBARA

09 EDIÇÕES DO “BOLETIM ACEO”

184 POSTAGENS NO WWW.ORQUIDOFILOS.COM

{ 1 comment }

Transcrevemos, a seguir, matéria publicada no portal da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) – http://noticias.ufsc.br/2015/04/pesquisadores-da-ufsc-descobrem-menor-flor-de-orquidea-do-planeta/ 

Carlos Eduardo de Siqueira. Foto: Jair Quint / Fotógrafo da AGECOM / DGC / UFSC

Carlos Eduardo de Siqueira. Foto: Jair Quint / Fotógrafo da AGECOM/DGC/UFSC

Ao segurar o trinco para colocar o cadeado na estufa do Departamento de Botânica da UFSC, o pesquisador Carlos Eduardo de Siqueira pensou novamente no ponto branco que olhara de relance segundos antes num galho. “Fungo bonitinho”, imaginou. Resolveu voltar e examinar melhor: em vez de bolor, encontrou uma pequena inflorescência desconhecida. Siqueira levou-a imediatamente ao laboratório para analisá-la num microscópio, e viu, pela primeira vez, com detalhes, um exemplar de Campylocentrum insulare a orquídea com a menor flor do planeta.

Detalhe da menor orquídea do planeta. Foto: Carlos Eduardo de Siqueira/PPGFAP/UFSC

Detalhe da menor orquídea do planeta. Foto: Carlos Eduardo de Siqueira/PPGFAP/UFSC

A Campylocentrum insulare, antes da floração, é um microrramo que se confunde com uma raiz; quando desabrocha, aparecem seis pequenas flores brancas com um centro amarelo, que não alcançam um milímetro – tudo junto não chega a meio centímetro. “Eu achei a flor pequena e pesquisei as orquídeas. Não há nenhuma tão pequena como esta”, informa Siqueira.

O ramo com a Campylocentrum insulare fora entregue um ano antes, em dezembro de 2010, pela orientadora de Siqueira no mestrado do Programa de Pós-Graduação em Biologia de Fungos, Algas e Plantas da UFSC, Ana Zannin. “A planta foi coletada na Unidade de Conservação Ambiental Desterro (Ucad) e trazida, com outras, da subtribo que eu estava analisando. Elas são colocadas na estufa, e esperamos a floração para a identificação”, explica. “No grupo todo, as plantas, em geral, são pequenas; mas esta exagerou na dose e se tornou minúscula”, brinca o pesquisador.

Nos trabalhos de campo, Siqueira e seus colegas percorreram os quatro cantos da Ilha, quase literalmente. “Não houve mata por que a gente não andou. Certa vez, entramos na altura do Floripa Shopping e só saímos na Costa da Lagoa.” Os resultados de cada saída eram vários sacos com alguns exemplares criteriosamente coletados que eram pendurados na estufa para exame posterior.

Nome homenageia Ilha de Santa Catarina. Foto: Carlos Eduardo de Siqueira/PPGAFP/UFSC.

Nome homenageia Ilha de Santa Catarina. Foto: Carlos Eduardo de Siqueira/PPGAFP/UFSC.

A subtribo Pleurothalidinae, de orquídeas epifíticas (que crescem sobre outras plantas, sem relação de parasitismo), na Ilha de Santa Catarina foi o campo de atuação de Siqueira no mestrado. “Elas são geralmente endêmicas de certas áreas de floresta, como a Mata Atlântica, com distribuição geográfica restrita, mas relativamente abundantes em população quando encontradas. Morfologicamente são semelhantes; sem a flor é quase impossível distinguir uma espécie da outra.” Dessa forma foi difícil avistar a Campylocentrum insulare, que não tem folhas, entrelaçada junto à raiz de uma Pabstiella fusca, outra orquídea relativamente comum na Ucad.

Após a coleta, Siqueira contou com a colaboração do biólogo e ilustrador científico Rogério Lupo. “Ele ficou com uma flor conservada em álcool por algum tempo, e completou o desenho a partir das fotos com as técnicas próprias do método científico para obter todos aqueles detalhes. É um grande artista.”

CHECKLIST

Para ser incorporada à fitoteca do Herbário Flor do Departamento de Botânica, a planta precisou ser desidratada e prensada. “Ela está no armário de Typus – onde estão amostras de referência que representam uma espécie – e vai poder ser comparada com outras no futuro”, relata Siqueira. O estudo de Siqueira se estendeu para um registro atualizado de orquídeas para todo o estado de Santa Catarina, que resultou na publicação de um checklist em 2014. No trabalho de catalogação, “eu cito mais de 50 espécies que nunca haviam sido registradas para Santa Catarina, pois foram coletadas no Estado e depositadas nos herbários que visitei, mas ainda não haviam aparecido em nenhuma publicação”.

No total, 560 espécies de 120 gêneros diferentes foram encontradas em Santa Catarina – destas, 24 estão em situação de vulnerabilidade; sete, em perigo; e quatro, criticamente em perigo, de acordo com a classificação da União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN – International Union for Conservation of Nature). “Os livros mais antigos não espelham a realidade. O mais recente sobre a flora de Santa Catarina era da década de 1970.”

Conforme Siqueira, 10% das plantas com flores são orquídeas. “Escolhi as orquídeas porque há uma lacuna em Santa Catarina, bastante coisa para trabalhar, especialmente agora, com a filogenia”. Siqueira conta que antes os dados eram morfológicos e agora foram incluídos os moleculares, como o DNA. “A Sistemática Vegetal, área da Botânica que estuda a diversidade vegetal do planeta, mudou com os dados moleculares, as plantas são agrupadas agora não só pelas características morfológicas, mas pelas relações de parentesco inferidas pelos dados macromoleculares”.

Detalhes da planta pelo ilustrador científico Rogério Lupo

Detalhes da planta pelo ilustrador científico Rogério Lupo

O artigo com a descrição da Campylocentrum insulare, cujo nome homenageia a Ilha de Santa Catarina, foi publicado apenas em fevereiro de 2015. O pesquisador preferiu terminar o mestrado e depois focar a atenção na descoberta. Como era apenas um exemplar, ele sabia que receberia questionamento de revisores e contatou um especialista em Campylocentrum, Edlley Max Pessoa da Silva. “Ele trabalha com este gênero e veio de Pernambuco para ver a planta. Acabou assinando o artigo junto conosco.”

Siqueira contou com o apoio financeiro de bolsas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Programa Nacional de Apoio e Desenvolvimento da Botânica (PNADB/Capes) – uma parceria entre UFSC, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Estadual de Santa Cruz (BA) e Jardim Botânico do Rio de janeiro (JBRJ), no projeto “Rede em Epífitas de Mata Atlântica: sistemática, ecologia e conservação”, coordenado na UFSC por sua orientadora, Ana Zannin – e da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc). “Com o suporte foi possível comprar computadores, câmera fotográfica, GPS, material para o herbário do Departamento de Botânica, equipamento para arvorismo e bibliografia especializada em orquídeas, tudo depositado na UFSC.”

CONHEÇA

A Unidade de Conservação Ambiental Desterro (Ucad) é um espaço natural protegido da UFSC, na parte central da Ilha de Santa Catarina, com 4,9 km². O objetivo geral é o desenvolvimento de trabalhos acadêmicos de formação científica, aliado à preservação dos ecossistemas.

  • Caetano Machado/Jornalista da Agecom/DGC/UFSC
  • Claudio Borrelli/Revisor de Textos da Agecom/DGC/UFSC
  • Jair Quint/Fotógrafo da Agecom/DGC/UFSC

{ 0 comments }

Na foto, a exposição do ano passado em Vinhedo

Na foto, a exposição do ano passado em Vinhedo

Dentro das comemorações de seus 66 anos, a cidade de Vinhedo, em São Paulo, recebe, neste final de semana (de 10 a 12 de abril), a 16ª Exposição Nacional de Orquídeas. A mostra acontece no Parque Municipal Jayme Ferragut (onde se realizam as festas da uva e do vinho), com entrada franca.

“Além de ser uma exposição muito bonita, o evento já é tradicional na cidade, traz muitos turistas e movimenta a economia”, afirma o Prefeito Jaime Cruz.

A exposição é organizada pela CAO-Viva, Clube dos Amigos da Orquídea de Vinhedo, e tem a supervisão da CAOB – Coordenadoria das Associações Orquidófilas do Brasil, que prevê a participação de representantes de 35 cidades e mais de 1.200 plantas.

Os organizadores destinarão um local especial para os deficientes visuais perceberem, pelo tato, as características das plantas e flores. A exposição também recebe grupos organizados de escolas e da terceira idade.

De acordo com José Francisco Vannucchi, presidente da CAO-Viva, a exposição objetiva divulgar a preservação e educação ambiental, difundir o cultivo de orquídeas, inibir a retirada de plantas do seu habitat e incentivar a aquisição em orquidários registrados, entre outras finalidades”.

Durante o evento acontecem quatro palestras gratuitas ensinando o cultivo básico de orquídeas.

SERVIÇO

  • 16ª Exposição Nacional de Orquídeas de Vinhedo
  • Local: Parque Municipal Jayme Ferragut
  • Ingresso: gratuito
  • Horário: sexta-feira e sábado, das 9:00h às 18:00h; e domingo, das 9:00h às 17:00h

Texto e foto: Portal da Prefeitura Municipal de Vinhedo - http://www.vinhedo.sp.gov.br/noticia.php?id=10482

{ 0 comments }

Cartaz - Niteroi 2015Entre 10 e 12 de abril, acontece mais uma exposição de orquídeas no Jardim Botânico de Niterói, o chamado Horto do Fonseca, que fica na Alameda São Boaventura, 770. A mostra, organizada pelo Orquidário Imperial, estará aberta das 9:00h às 17:00h, com entrada franca e estacionamento gratuito. Apoiam o evento a Secrectaria Estadual de Agricultura, Programa Florescer e Prefeitura Municipal de Niterói.

Cartaz - Carandaí 2015Em Minas Gerais, o convite é para a 12ª Exposição Regional de Orquídeas de Carandaí, que acontecerá, entre 10 e 12 de abril, no saguão da Prefeitura, localizada na Praça Barão de Santa Cecilia, 68. A agenda do evento é a seguinte:

10/04 (sexta-feira):

  • Das 15:00h às 19:00h, recebimento das plantas

11/04 (Sábado):

  • Às 10:00h, julgamento das orquídeas
  • Das 13:00h às 19:00h, visitação

12/04 (Domingo):

  • Das 08:00h às 14:00h, visitação
  • Às 14:00h, entrega das premiações

Serão premiadas as melhores plantas das categorias:

  • Espécie brasileira
  • Híbrida
  • Espécie estrangeira
  • Micro orquídea
  • Catteya loddigesii
  • Oncidium
  • Orquidófilo Carandaí
  • Melhor planta
  • Melhor botânica

{ 0 comments }

Cartaz - Maceió 2015A Associação dos Orquidófilos e Bromeliófilos de Alagoas (AOBAL) convida para sua 19ª exposição anual, a ser realizada entre os dias 10 e 12 de abril, das 9:00h às 18:00h, no pátio do IBAMA em Maceió (Av. Fernandes Lima – Farol). Um rico programa de palestras torna o evento imperdível para os amantes de orquídeas e bromélias de Alagoas e estados vizinhos. É a seguinte a agenda, com os respectivos palestrantes:

Dia 10, sexta-feira:

  • 14:00h  - “O que cultivar no Nordeste (a cargo da Diretoria Técnica da AOBAL)
  • 15:00h – “Cultivo de orquídea” (Reinaldo M. Alcardo, do Orquidário KS Orchids)

Dia 11, sábado:

  • 14:00h – “Doenças e pragas em flores tropicais” (Jandira Figueiredo Warumby, entomologista)
  • 15:00h – “Plantio em vasos e em caixetas” (Roland Brooks Cooke, do Orquidário Orchidcastle)

Dia 12, domingo:

  • 14:00h – “Orquídeas de Alagoas” (Vinicius Brito Vieira de Souza, da OrvinOrquídeas)
  • 15:00h – “Cultivo para iniciantes” (Ney Arraes, do Orquidário Itaipava)

{ 0 comments }

Logo-nossjO Núcleo Orquidófilo Serra de São José convida para a 5ª Exposição Nacional de Orquídeas, que se realizará, na cidade de Tiradentes (MG), nos dias 24, 25 e 26 de abril. A abertura está agendada para a sexta-feira, dia 24, às 19:00h, no Parque das Abelhas (Rua Bélica, s/n). No dia seguinte, com início às 13:00h, acontece uma Oficina de Cultivo e Plantio de Orquídeas. O encerramento da exposição, que segue as normas da CAOB, será às 16:00h do domingo. Mais informações podem ser obtidas com o presidente do Núcleo, Luiz Fernando, por telefone ou e-mail: (32) 3373.5501 / 9964.8448 / 9991.0824 (lufenasc@hotmail.com); também com Mário Senna Júnior: (32) 3372.6071/ 3371.9002 / 9981.5520 (msenna.junior@yahoo.com.br). As associações orquidófilas que pretendam participar devem confirmar presença até o dia 10 de abril, a fim de usufruirem dos benefícios previstos no regulamento da CAOB.

{ 1 comment }