Oficinas de cultivo no Orquidário da UFC agora em quatro sessões

Oficinas de cultivo na UFC
Os estagiários têm dado importante contribuição para o êxito das oficinas do Prof. Takane (último à direita).

As oficinas de cultivo realizadas, no primeiro sábado de cada mês, no Orquidário da Universidade Federal do Ceará, têm atraído um crescente número de participantes. Isto levou seu responsável, o Prof. Roberto Jun Takane, a programar, para o mês de abril, quatro sessões consecutivas – desta feita, sobre “Cultivo de condimentos em vaso”. São aguardados mais de 300 participantes.

Em março, as oficinas inscreveram 123 pessoas, tendo arrecadado 248 quilos de alimentos. Até agora, o projeto já reuniu doações no montante de 1.163 quilos, que foram doados a diferentes instituições beneficentes sediadas em Fortaleza. Dentro em breve, será ultrapassado o patamar de 2.000 quilos.

Takane tem contado com o apoio de uma entusiástica equipe de colaboradores formadas por alunos estagiários, ligados ao Centro de Estudos em Floricultura (CEFLOR), e até mesmo estudantes de fora da UFC. O técnico Evangelista, segundo o Professor, tem sido imprescindível, assim como a colaboração do Curso de Pós-Graduação em Arquitetura e Paisagismo da UNI7 e a Cascais Substratos.

O próximo evento está programado para o dia 8 de abril. Haverá oficinas às 7:30h, 8:30h, às 9:30h e às 10:30h, a cargo de Roberto Takane e Lilian Dionísio. As inscrições podem ser feitas na hora, mediante doação de um litro de leite em caixa, mais um quilo de alimento não perecível. Todo o material arrecadado irá para o Orfanato e Educandário Eunice Weaver. Também é possível fazer uma pré-inscrição pelo link: https://goo.gl/forms/8nx3YHqC2U496qnw1

As oficinas acontecem no Orquidário da UFC, que fica no Campus do Pici, em Fortaleza, com entrada pela Rua Humberto Monte. O estacionamento é amplo e gratuito. Contatos com os organizadores podem ser feitos nos endereços:mailto:[email protected]/ [email protected]

Visite a página o Orquidário no Facebook: www.facebook.com/orquidarioufc

Encontro informal da ACEO, de frente para o mar, foi um show de hospitalidade

A segunda reunião informal do ano resultou em um momento muito especial para os membros da Associação Cearense de Orquidófilos-ACEO. O cenário (paradisíaco) foi a residência do associado Adailson Rabelo de Aquino, na Prainha, a 35 quilômetros de Fortaleza. O orquidário do anfitrião encantou a todos pela variedade de espécies e pelo número impressionante de orquídeas floridas. Destaque para as Vandas, que Adailson cultiva com grande sucesso, à beira do mar. Sua casa fica no alto de um morro, com vista direta para a praia, recebendo brisa constante.

Segundo Vera Coelho, “no Adailson tem todo tipo de planta: aquáticas, terrestres, orquídeas e outras epífitas, aéreas, palmeiras, cactos, suculentas, Adenium, trepadeiras e frutíferas”.

A presidente Juliana comenta como aconteceu o encontro: “Quem foi chegando, foi recebido calorosamente pelo Adailson. Havia uma mesa ao lado da churrasqueira, com uma vista belíssima do jardim, piscina e mar. Nessa mesa, muitos comes-e-bebes. Havia caipirinha e cerveja, coco verde, sucos e refrigerantes. Quando a maior parte dos convidados chegou, fomos visitar o orquidário, com o Adailson discorrendo sobre suas plantas. O almoço foi um banquete. Depois, café e as sobremesas. Fizemos um bingo com a Vanda doada, de forma generosa, pelo anfitrião. Em seguida, sorteamos as orquídeas que enchiam uma bacia. Quase todos foram premiados.”

[CONTINUE LENDO…]

Associação Portuguesa de Orquidofilia lança nova edição de “Lusorquídeas”

LusorquídeasCircula mais um número de “Lusorquídeas”, boletim oficial da Associação Portuguesa de Orquidofilia, que, nesta edição, publica entrevista com o Prof. Luís Filipe Pedrosa e a segunda parte do artigo “Quando as cores são nomes”, de Jan Pahl Paparoni. A presidente da Associação, Graziela Meister, discorre sobre o gênero Pleurothallis, um dos mais numerosos da família das orquidáceas, com cerca de 1.200 espécies. Américo Pereira escreve sobre o gênero Pleione, mais precisamente, sobre as espécies que florescem no outono europeu. “Uma confusão de cabeça para baixo” é o título do artigo de Pedro Spínola, que se detém sobre o grupo dos Epidendrum secundum. Completam este volume VIII, nº 4, as seções tradicionais da revista: “Ficha de Cultivo” (Bulbophyllum nutans e Calanthe triplicata), “A APO em Ação” e “Espaço do Associado”.

Entrevistado por José Costa, Luís Filipe Pedrosa falou de sua paixão pelas orquídeas. O cientista tem muitos anos de experiência em micropropagação de plantas ornamentais, trabalho que desenvolveu na Estação Agronômica Nacional (em Oeiras, Ilha da Madeira) e nos Estados Unidos, e em manipulação genética de plantas superiores.

Contatos com a editora Ana Maria Rodrigues podem ser feitos pelo e-mail: [email protected]

A APO, que já reúne cerca de 400 associados, tem realizado uma média de duas reuniões e sete workshops mensais. No final deste mês, acontece o seu grande evento anual, a Exposição/Venda Internacional de Orquídeas do Porto, que chega à oitava edição. A mostra, reunindo orquidários de vários países, terá lugar entre os dias 31 de março e 2 de abril, no Exponor (Leça da Palmeira – Matosinhos).

ASSOPE realiza este mês a 41ª Exposição de Orquídeas de Pernambuco

Exposição de orquídeas no RecifeA 41ª Exposição de Orquídeas de Pernambuco, agendada para os próximos dias 17, 18 e 19, é a grande atração de março no calendário orquidófilo do Nordeste. Promovida pela Associação Orquidófila de Pernambuco (ASSOPE), a mostra terá lugar na sede da entidade (Rua dos Palmares, 831, bairro de Santo Amaro, no Recife).

A programação prevê:

17/03 – Sexta-feira

  • 8:00h às 12:00h – Recebimento de plantas
  • 14:00h às 16:00h – Julgamento
  • 19:00h – Abertura da exposição, com apresentação da Banda Fo-Hi

18/03 – Sábado

  • 09:00h às 19:00h – Exposição e venda de orquídeas
  • 10:00h – Mesa redonda: “Cultivo de Cattleya labiata” coordenada pelo Prof. Carlos Jorge, biólogo. Participantes: Roberto Brito, Tito Iumatti, Lindon Barros e Carlos Eduardo, ex-presidentes da ASSOPE
  • 14:00h – Oficina para crianças: “O meio ambiente e o cultivo de orquídeas” – Maurício Periquito, engenheiro agrônomo
  • 16:00h – Oficina de cultivo de Bonsai – Rejane Liberal, da Aldeia Bonsai

19/03 – Domingo

  • 09:00h às 18:00h – Exposição e venda de orquídeas
  • 10:00h – Oficina de cultivo de rosas do deserto (Adenium obesum) – Sávio Duarte, engenheiro agrônomo.
  • 15:00h – Oficina de cultivo de orquídeas – Karime Soares, engenheira agrônoma
  • 18:00h – Entrega das premiações e encerramento da exposição

Durante todo o evento, com entrada franca, os organizadores estarão arrecadando donativos para a ONG Comunidade Deus e Nossa Senhora. Para obter mais informações, ligue: (81) 3222.3982 – 99963.5687 – 99131.5991.

Em abril, a festa acontece em Maceió

Exposição de orquídeas em MaceióPara o mês de abril, está anunciada a 22ª Exposição de Orquídeas e Bromélias de Alagoas. Será nos dias 7, 8 e 9, na Av. Fernandes Lima, 1500, no Farol, em Maceió. Além da exposição, haverá palestras, oficinas e venda de orquídeas e insumos necessários ao cultivo. A promoção é da Associação dos Orquidófilos e Bromeliófilos de Alagoas (AOBAL).

Informações mais completas sobre o evento de abril podem ser obtidas pelos telefones: (82) 98719.7929 – 98845.9491.

Orquidário da UFC inscreve 228 participantes na oficina de fevereiro

Oficinas de cultivo Prof. Takane
Oficinas registram um número crescente de participantes.
Oficina de cultivo Roberto Takane
Alimentos recolhidos se destinam a instituições beneficentes.

Foi um grande sucesso a Oficina de Cactos e Suculentas, que aconteceu, em duas seções, no dia 4 de fevereiro, no Orquidário da Universidade Federal do Ceará. O número de inscritos chegou a 228, tendo sido arrecadados 462 quilos de alimentos, que se destinaram, este mês, ao Lar Menino Jesus.

As oficinas, agendadas para o primeiro sábado de cada mês, no Campus do Pici, em Fortaleza, são ministradas pelo Prof. Roberto Takane, do Departamento de Fitotecnia da UFC.

O programa de março já foi anunciado. No dia 4, o tema será “Cultivo de Rosa do Deserto”, com a primeira oficina marcada para as 8:30h e a segunda para as 10:00h. Ao inscrever-se, o participante doa um litro de leite em caixa, mais um quilo de alimento não perecível. A entidade beneficiada será o Lar Três Irmãs.

Orquidário da UFC convida para sua primeira oficina de cultivo de 2017

O Orquidário da Universidade Federal do Ceará realiza, no próximo sábado, dia 14, seu primeiro evento oficial do ano novo: duas oficinas sobre plantas ornamentais que podem ser cultivadas em ambiente interno, ambas a cargo do Prof. Roberto Jun Takane. A primeira acontece às 8:30h; a segunda, às 10:00h. Para inscrever-se, o participante doa dois quilos de alimentos não perecíveis. O material arrecadado se destinará, este mês, ao Lar Torres de Melo.

O Orquidário fica no Campus do Pici, em Fortaleza, com entrada pela Rua Humberto Monte. O estacionamento é amplo e gratuito. Para obter mais informações, os endereços de contato são: [email protected] ou [email protected]